Seguidores

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Ordens de Cavalaria-Religiosas-Militares e Ordens Honoríficas: Qual a diferença?



Estimados Leitores do Blog de Cavalaria. Gostaria, antes de mais nada, de desculpar-me pela ausência nas postagens, outrora quase diárias, hoje "quase anuais", todavia, isso não se deve a falta de entusiasmo pela escrita, mas sim, pela minha agenda, bastante concorrida. 

Todavia, volto hoje para escrever sobre as duas grandes "famílias" de Ordens Cavalheirescas: As ORDENS RELIGIOSAS MILITARES, também chamadas apenas de ORDENS EQUESTRES ou ainda de ORDENS DE CAVALARIA; e as ORDENS HONORÍFICAS

Para o Leitor menos atento, poderia até parecer que todas as Ordens de Cavalaria são iguais, todavia isso não é assim. As Ordens Religiosas-Militares foram criadas entre o século XI ao século XVI, sempre com um Missão que lhe conferia o Romano Pontífice. Todavia, as Ordens Honoríficas, que são criadas até hoje, e que não possuem outro caráter que aquele honorífico e simbólico. 

Por terem sido criadas por Bula Papal, apenas as Ordens Religiosas-Militares possuem algum caráter Canônico, e por isso mesmo, apenas elas podem realizar Missas de Investidura. As Ordens Honoríficas não possuem ligação direta com a Igreja, e por isso mesmo seus Membros são Investidos em cerimônias civis, com ou sem elementos religiosos. 

Cavaleiros das Ordens Militares Dinásticas da Casa Real Espanhola


Mas não é apenas a falta de Vida Religiosa que diferencia as Ordens de Cavalaria das Ordens Honoríficas: Apenas as Ordens Religiosas-Militares possuem Hábitos e Mantos Capitulares, que seus Cavaleiros e Damas envergam em seus Serviços Litúrgicos, coisa não permitida às Ordens meramente Honoríficas. 

Como dissemos acima, as Ordens de Cavalaria-Religiosas-Militares foram criadas entre o século XI ao século XVI, sendo a última a ser criada a Ordem de Santo Estefano Papa e Mártir, em 1562. Por terem sido criadas em um período determinado, as Ordens de Cavalaria-Religiosas-Militares são um grupo fechado, que podem listar, e assim o faremos, por ordem de criação:

Ordem de São Tiago d'Altopascio, também chamada de Ordem dos Cavaleiros del Tau, Fundada na Toscana em 1050 e que, por Bula Papal de 1587, foi unida à Ordem de Santo Estefano Papa e Mártir, Ordem Dinástica da Casa Grão-Ducal da Toscana.

Soberana e Militar Ordem Hospitalária de São João de Jerusalém, dita de Rodes, dita de Malta. Fundada no ano de 1050, e Reconhecida por Bula Papal em 1113.

Ordem Equestre do Santo Sepulcro de Jerusalém, criada no ano de 1099: a Ordem foi criada com Cavaleiros e Cônegos Regrantes. O Papa Pio IX em 1848 a torna uma Ordem de Cavalaria unida à Santa Sé.

Ordem dos Pobres Cavaleiros de Nosso Senhor Jesus Cristo no Templo de Salomão, também chamada de Ordem dos Templários. Criada entre os anos de 1118-1119 (Reconhecida por Bula Papal em 1139), extinta em 1312.

Ordem Militar de São Lázaro de Jerusalém, criada em 1142, unida depois em 1573 por Bula Papal à Ordem de São Maurício, formando a Ordem Dinástica dos Santos Maurício e Lázaro, Ordem Dinástica da Casa Real de Savoia.

Ordem Militar de São Bento de Avis, Fundada em Portugal em 1147, e tornada como Ordem Dinástica da Casa Real Portuguesa em 1555.

Ordem Militar de Alcântara, fundada em 1156 no Reino de Leão. Tornada Ordem Dinástica da Casa Real Espanhola em 1522.

Ordem Militar de Calatrava, fundada em 1158 no Reino de Castela. Tornada Ordem Dinástica da Casa Real Espanhola em 1482.

Ordem Militar de Santiago, fundada em 1170. Tornada Ordem Dinástica da Casa Real Espanhola em 1482.

Ordem do Monte Gioia, Fundada em 1180, unida depois à Ordem Militar de Calatrava.

Sacra e Militar Ordem Costantiniana de São Jorge, provavelmente Fundada em 1190, depois Ordem Dinástica da Casa Real de Bourbon-Duas Sicílias e de Bourbon-Parma.

Ordem Militar do Hospital Teutônico de Santa Maria de Jerusalém, ou simplesmente, Ordem Teutônica, Fundada em 1193.

Ordem de Cipro, também conhecida como Ordem do Silêncio e da Espada fundada em 1195 por Guido de Lusignan em Jerusalém, extinta.

Ordem do Monte das Oliveiras, Fundada em 1197 pelo Rei Balduino de Jerusalém. Extinta.

Ordem de Cristo e da Espada, também chamada de Ordem Livoniana (Schwertbrüder). Fundada em 1202 por Albrecht von Buxthoeven, sendo a única Ordem de Cavalaria-Religiosa-Militar fundada em solo germânico. Foi depois Unida à Ordem Teutônica.

Sacra Ordem Dinástica, Equestre, Militar e Hospitalar da Milícia de Jesus Cristo e de Santa Maria, dita Sacra Ordem da Milícia (S.O.M.) ou dos Cavaleiros da Mãe de Deus. Ordem criada em 1209 pelo Conde Simon IV de Montfort, com o nome de MILÍCIA DE JESUS CRISTO. Reconhecida por Bula PapaL em 1233. Tornada Dinástica da Casa Principesca de Trivulzio-Galli della Mesolcina em 1565.

Ordem de Santa Maria das Mercedes pela Libertação dos Escravos, Fundada na Catedral de Barcelona por São Pietro Nolasco, São Raimundo de Penafort e pelo Rei James I de Aragão, em 10 de agosto de 1218.

Ordem da Fé de Jesus Cristo. Fundada em 1220 na França. Já extinta.

Ordem dos Cônegos da Cruz e da Estrela Vermelha. Ordem Religiosa fundada em 1233 por Santa Agnes da Boêmia.

Ordem Militar de Santa Maria. Fundada em 1261 pelo Papa Urbano IV, e em seguida unida à Milícia de Jesus Cristo, formando assim a Sacra Ordem Dinástica, Equestre, Militar e Hospitalar da Milícia de Jesus Cristo e de Santa Maria, dita Sacra Ordem da Milícia (S.O.M.) ou dos Cavaleiros da Mãe de Deus, Ordem que, como vimos, foi tornada Dinástica da Casa Principesca de Trivulzio-Galli della Mesolcina em 1565.

Ordem dos Cavaleiros Guelfos. Ordem Fundada em Florença em 1266 pelo Papa Clemente IV. Já extinta.

Ordem Militar de Montesa. Ordem Fundada em 1312, tornada Dinástica da Casa Real Espanhola em 1587.

Ordem Militar de Nosso Senhor Jesus Cristo. Fundada em Portugal em 14 de março de 1319 pela bula pontifícia "Ad ea ex-quibus" do Papa João XXII, que, deste modo, atendia aos pedidos do rei Dom Dinis. Recebeu o nome de Ordem dos Cavaleiros de Nosso Senhor Jesus Cristo e foi herdeira das propriedades e privilégios da Ordem do Templo.

Ordem Militar do Santíssimo Salvador e de Santa Brígida da Suécia. Fundada por Santa Brígida em 1366, e Aprovada pelo Papa Urbano V em 1370. Já extinta.

Ordem do Dragão. Criada em 1387 por Sigismundo, Rei da Hungria, e depois Sacro Imperador Romano-Germânico, e depois Confirmada pelo Papa Eugênio IV em 1433. Já extinta.

Ordem dos Cavaleiros Cruzados da Sociedade de Jesus Cristo, Fundada em 13 de janeiro de 1459 pelo papa Pio II. Já extinta.

Ordem dos Crucíferos, ou Ordem Militar dos Crucíferos com Estrela vermelha em Campo Azul. Fundada no século XII, e declarada extinta pelo Papa Alessandro VII em 1656.

Ordem de Santa Maria de Belém, criada em 19 de janeiro de 1459. Já extinta.

Ordem de São Maurício, criada pelo Duque Amadeo VIII de Savoia como Ordem Dinástica da Casa de Savoia. É unida, em 1573 com a Ordem de São Lázaro, para formar a Ordem Dinástica dos Santos Maurício e Lázaro, Ordem Dinástica da Casa Real de Savoia.

Insigne Sacra Militar Ordem de Santo Estefano Papa e Mártir, Criada pelo papa Pio IV em 1º de fevereiro de 1562 com a Bula "His quae", como Ordem Dinástica da Casa Grão-Ducal da Toscana

Como podemos ver, foram criadas 30 Ordens de Cavalaria-Religiosas-Militares, das quais, 9 já estão extintas, 6 foram unidas a outras Ordens, ou incorporadas pela Santa Sé, 11 tornaram-se Ordens Dinásticas de Casas Principescas, 1 tornou-se apenas Religiosa, deixando de ser Ordem de Cavalaria, permanecendo assim apenas 3 como Ordens Militares-Religiosas independentes, como no ato de sua Fundação, e estas são a Ordem de Malta, a Ordem Teutônica, e a Ordem dos Mercedários. 

A Ordenação de um Cavaleiro-Capelão da Sacra Ordem da Milícia (S.O.M.)


Como pode-se ver, sempre que alguém afirmar fazer parte de alguma Ordem de Cavalaria Religiosa e Militar, deve-se pedir informações mais precisas, para saber se, a pessoa de fato faz parte de uma Ordem Religiosa-Militar, que pode realizar Missas de Investidura, ou se apenas faz parte de uma Ordem Honorífica, que são as Ordens legitimamente criadas por um Monarca, Chefe de Casa Real ex-Reinante ou Chefe de Estado, e que tem a única missão como a de premiar os méritos de seus cidadãos.

Cavaleiros da Ordem de Santo Estefano Papa e Mártir, última Ordem de Cavalaria-Religiosa-Militar criada na Cristandade, em 1562.


E mesmo que uma Ordem Honorífica, ou mesmo, uma "ordem" claramente falsa, ou seja, que não tenha sido Criada por Bula Papal, nem por um Monarca; Chefe de Casa Real ex-Reinante ou Chefe de Estado, mesmo que utilize os Ritos de Investidura (Benedictio Novis Militis), jamais poderá ser tida como Ordem Religiosa-Militar, pois mesmo que um determinado Bispo, realize todos os atos próprios do Consistório, como que "criando" um novo "cardeal", o ato careceria de validade, uma vez que apenas o Papa pode criar novos Cardeais. Assim mesmo, de igual forma que um Bispo realize todos os atos para "investir" um novo "cavaleiro", porém sem que isso se faça dentro de uma Ordem Religiosa-Militar verdadeira, o ato carecerá de toda e qualquer validade, uma vez que apenas o Papa, por meio de Bula Pontifícia, pode criar uma Ordem de Cavalaria-Religiosa-Militar, o que sabemos, já não se faz desde 1562, quando a Insigne Sacra Militar Ordem de Santo Estefano Papa e Mártir, Criada pelo papa Pio IV com a Bula "His quae", como Ordem Dinástica da Casa Grão-Ducal da Toscana foi criada, sendo esta, a ÚLTIMA ORDEM RELIGIOSA-MILITAR A SER CRIADA NA HISTÓRIA DA SANTA IGREJA CATÓLICA. 


Cruzes das 15 Ordens de Cavalaria-Religiosas-Militares ainda existentes.
(CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR)
Acima colocamos uma ilustração (organizadas pela ordem de Criação de cada uma das Ordens) das Cruzes das 15 Ordens de Cavalaria-Religiosas-Militares que, ainda podem ser vistas em Hábitos Religiosos Legítimos e em Missas de Investiduras. Além dessas, quaisquer outras são representantes de FALSAS ORDENS. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário